SUCESSO DO SPORTING? EX LEÕES NÃO TÊM DÚVIDAS E 'APONTAM' RESPONSABILIDADES
Turma leonina conseguiu regressar ao topo da tabela, liderando o campeonato com menos uma partida disputada
Redação Leonino
Texto
6 de Março 2024, 11:10
Morten Hjulmand, Matheus Reis, Viktor Gyokeres, Daniel Bragança, Pedro Gonçalves, Nuno Santos, Sporting, Farense

O Sporting mantém-se como a equipa mais consistente no campeonato português e regressou à liderança após a derrota do Benfica no Dragão- numa partida onde os encarnados terminaram derrotados por 5-0. Este sucesso coletivo foi agora analisado por Augusto Inácio e Litos, antigos jogadores e técnicos do Sporting, em entrevista exclusiva ao jornal ‘A BOLA’.

Augusto Inácio destacou o papel fundamental da equipa técnica: “Quem dirige os jogadores é o treinador e a equipa técnica. É um trabalho que já dura há quatro anos… As coisas estão bem encaminhadas e o Sporting está a fazer uma excelente temporada.”

“Os jogadores expressam as ideias de jogo do treinador e são eles os heróis quando as coisas correm bem. Quando correm mal, o primeiro a ser culpabilizado é o treinador. Tudo isto também com a cobertura da direção que dá todas as possibilidades da equipa técnica fazer o trabalho que tem que fazer, não lhes faltando nada. Todos fazem com que isto esteja a andar bem”, atirou Augusto Inácio.

Litos partilha da mesma opinião: “Não posso deixar de entregar a responsabilidade ao líder, que é o treinador. Depois virão aqueles que têm quota parte no sucesso. Por aquilo que também foi dizendo, tem de ser atribuído a Rúben Amorim.”

Rúben Amorim, recorde-se, chegou ao Sporting em março de 2020, oriundo do Braga, a troco de uma verba a rondar os 10 milhões de euros. Desde então, o técnico português contabiliza 190 encontros, dos quais venceu 132, empatou 28 e perdeu 30, tendo conquistado quatro títulos: um Campeonato Nacional (2020/21), duas Taças da Liga (2020/21 e 2021/22) e uma Supertaça Cândido de Oliveira (2021/22).

Imagem de destaque
  Comentários