CHOCADA! NOÉLIA PEREIRA FICA EM CHOQUE COM 'HISTÓRIA DA CADEIRA' NO BIG BROTHER: "E NÃO FOSTE EXPULSA?"
Concorrente algarvia não pode acreditar no ocorrido e ficou ainda mais surpreendida por não ter existido expulsão
Redação Leonino
Texto
15 de Fevereiro 2024, 13:58
Noélia Pereira, Big Brother

Érica Silva, ao entrar como nova concorrente no Big Brother – Desafio Final, durante a emissão especial da noite de quarta-feira, 14 de fevereiro, recordou em conversa com Bruno Savate e Noélia Pereira o incidente em que atirou uma cadeira a Diogo Marcelino durante a participação no reality show ‘A Quinta: O Desafio’, em 2016.

“Eu mandei uma cadeirada a um concorrente. Mandei uma cadeirada, que é diferente de bater num concorrente. E ele tinha 1.95, se era mais baixo batia-lhe na cabeça”, relembrou a madeirense numa conversa com os outros dois concorrentes.

Noélia Pereira ficou chocada ao saber do episódio pela primeira vez: “E não foste expulsa?”, questionou. Érica revelou que a consequência na altura foi diferente: “Não. Automaticamente nomeada”. Bruno Savate também comentou: “A Érica se se passar é dura. Mas, por exemplo, ela é dura aqui, lá fora não é assim, pia baixinho”.

Antes de entrar mesmo dentro da casa, Érica Silva teve uma conversa com Cláudio Ramos no confessionário, revelando a sua amizade com Bruno Savate: “Não me identifico com o jogo, mas identifico-me com ele. Somos amigos”, afirmou. “Isto não significa necessariamente que me identifique com o jogo. Os tubarões saíram, só está um tubarão que é o Savate, e vai entrar a dinossaura”, acrescentou também.

Recorde-se que o participante algarvio, Miguel Vicente, abandonou o programa no início da semana passada durante a emissão especial, para além dele já Jandira Dias, Jéssica Galhofas e Francisco Monteiro, haviam desistido do Big Brother da TVI.

Relembre-se que para a próxima gala de domingo, dia 18 de fevereiro, estão nomeados os seguintes concorrentes para abandonar a casa mais vigiada do país: Patrícia Silva, António Bravo, Débora Neves, André Lopes e Ana Barbosa.

  Comentários