CHUVA ABENÇOA TRIUNFO LEONINO (VEJA AQUI OS GOLOS)
Sporting venceu Portimonense, por 2-0, com golos de Zouhair Feddal e Nuno Santos
Tiago Jesus
Texto
20 de Fevereiro 2021, 22:23
summary_large_image

O Sporting venceu, este sábado, 20 de fevereiro, o Portimonense, por 2-0, com golos de Zouhair Feddal (27’) e Nuno Santos (31’). Os leões foram superiores durante todo o encontro, conseguindo gerir a vantagem com tranquilidade. Veja AQUI como decorreu a partida.

A surpresa em Alvalade começou logo antes de se iniciar a partida. Paulinho estava fora da ficha de jogo, sendo um problema físico a causa desta ausência. Tiago Tomás aproveitou para manter a sua posição no onze, entrando Nuno Santos para a extrema esquerda do ataque dos leões.

Corria o quinto minuto da partida quando Nuno Santos quis mostrar a sua sede de golo ao guardião algarvio. Num rápido lance de contra-ataque, beneficiando do relvado molhado, o extremo português combinou com o seu homónimo, Nuno Mendes, e deixou o aviso aos homens de Portimão, com um remate muito perigoso para as redes algarvias.

Se no quinto minuto a chuva ajudou, ao décimo só prejudicou o lance de Pedro Gonçalves. Nuno Santos viu bem a aparição isolada de Pote na zona central do terreno, ficando sozinho perante Samuel Portugal. O médio goleador dos leões não dominou da melhor forma, e o relvado molhado afastou demasiado a bola, com Pote a não conseguir finalizar.

Pouco depois, foi por milímetros que Tiago Tomás não inaugurou o marcador em Alvalade. Após um pontapé de canto algo confuso na área do Portimonense, Feddal, muito experiente, assistiu TT, com o avançado português a ficar sozinho em frente a uma baliza vazia, mas não conseguiu alcançar o esférico.

Se o internacional marroquino já havia mostrado o seu pendor ofensivo, ao minuto 27 não perdoou a sua sede de baliza. Num pontapé livre batido por Pedro Gonçalves, a bola foi teleguiada para a cabeça de Coates, que, com um pequeno toque, deixou ao dispor de Feddal. O central dos leões foi perdulário no primeiro cabeceamento, mas, na recarga, entrou pela baliza adentro com a bola.

Feddal já não havia tido misericórdia dos algarvios e, muito atento ao primeiro golo dos leões, estava Nuno Santos, que seguiu o mesmo caminho. Passava o minuto 31 quando o extremo português fez o caminho da baliza, após uma bola perdida na defensiva algarvia, conseguindo ‘inventar’ um golo, fintando o seu opositor e rematando para o fundo das redes adversárias, tendo o golo direito a dedicatória especial.

Durante o primeiro tempo os adeptos não se puderam queixar de emoção no jogo, sendo que o mesmo não pode ser dito na segunda parte. Foi preciso esperar pelo minuto 79 para se testemunhar um verdadeiro lance de perigo. Pedro Gonçalves desbravou caminho para a baliza, assistindo o recém-entrado Jovane Cabral, que rematou contra o guardião algarvio.

Incapaz de se mostrar ofensivamente, os homens de Portimão mostraram um ar da sua graça ao passar do minuto 83. Após um cruzamento do lado esquerdo do ataque algarvio, Beto apareceu sozinho a cabecear para a baliza verde e branca, mas foi incapaz de direcionar o seu cabeceamento da melhor maneira, dirigindo a bola facilmente para as mãos de Ádan.

Com este triunfo, o conjunto leonino soma 54 pontos em 20 jogos (17 vitórias e três empates) e aumentam a vantagem para o segundo classificado, o FC Porto (41), que fica desta forma com menos um jogo que os leões.

Na próxima jornada, o Sporting CP visita o FC Porto. O Clássico está agendado para dia 27 de fevereiro (sábado), pelas 20h30, no Estádio do Dragão.

Fotografia de Sporting CP

  Comentários