GERALDES CITA SARAMAGO NA HORA DA DESPEDIDA
Médio de 25 anos esteve 17 anos ligado ao Sporting CP
João Estanislau
Texto
22 de Agosto 2020, 11:02
summary_large_image

Tal como o Leonino já tinha avançado (LER AQUI), Gelson Dala e Francisco Geraldes abandonam o Sporting CP, fazendo parte do negócio por Nuno Santos (LER AQUI), que se mudou do Rio Ave para o Clube de Alvalade. Depois da oficialização, Francisco Geraldes utilizou as redes sociais para se despedir de uma ligação que tinha há 17 anos com os leões, citando o único português a ganhar um Prémio Nobel da Literatura, José Saramago:

View this post on Instagram

É difícil transpor em palavras aquilo se sente quando se deixa uma casa na qual se cresceu. Foram 17 anos ao serviço deste clube que teve uma enorme formação no meu carácter. Acredito piamente que muitos dos valores com que me sustento e guio são fruto do crescimento e aprendizagem que tive neste percurso. Nesse sentido, quero agradecer a todas as pessoas com quem me cruzei dentro de portas, pois cada uma, à sua maneira, teve impacto naquilo em que me tornei. Saio com um enorme sorriso pois sei que desde o dia em que entrei, até ao dia que saí, dei de mim tudo o que tinha, todo o esforço e dedicação por este símbolo que tanto sonhei representar. Não trocava cada passo nesta viagem por nada. Cada vitória, cada derrota. Cada sorriso, cada lágrima. Como Saramago disse em tempos : “ Comecei outro livro e quero dedicar-lhe todo o meu tempo. “ Uma palavra de agradecimento especial para os fantásticos adeptos, pelo carinho que sempre nutriram e demonstraram ter por mim. A cada um, abraço/beijinho sentido. É hora de partir. Obrigado por tudo.

A post shared by Francisco Geraldes (@franciscogeraldes.oficial) on

“Como Saramago disse em tempos: ‘Comecei outro livro e quero dedicar-lhe todo o meu tempo’”, afirmou Francisco Geraldes.

Já no Twitter, Geraldes deixou uma palavra de agradecimento aos Sportinguistas: “É difícil transpor em palavras aquilo se sente quando se deixa uma casa na qual se cresceu. Foram 17 anos ao serviço deste clube que teve uma enorme formação no meu carácter. Uma palavra de agradecimento especial para os fantásticos adeptos, pelo carinho que sempre nutriram e demonstraram ter por mim. Não trocava cada passo nesta viagem por nada. Cada vitória, cada derrota. Cada sorriso, cada lágrima”.

O médio fez ainda questão de frisar a importância que o Sporting CP teve no seu processo de formação: “Saio com um enorme sorriso pois sei que desde o dia em que entrei, até ao dia que saí, dei de mim tudo o que tinha, todo o esforço e dedicação por este símbolo que tanto sonhei representar. Nesse sentido, quero agradecer a todas as pessoas com quem me cruzei dentro de portas, pois cada uma, à sua maneira, teve impacto naquilo em que me tornei. Acredito piamente que muitos dos valores com que me sustento e guio são fruto do crescimento e aprendizagem que tive neste percurso”.

Por sua vez, o Sporting CP, também utilizou as redes sociais para agradecer aos seus jogadores que se mudaram para os vilacondenses:

“Obrigado por todo o esforço e dedicação. Boa sorte, Francisco Geraldes e Gelson Dala”, referiu o Clube.

Ao serviço da equipa principal dos leões, Francisco Geraldes realizou apenas 15 jogos, não tendo marcado qualquer golo.

  Comentários