HOLDIMO DISCORDA DA CONTRATAÇÃO DE RÚBEN AMORIM
Álvaro Sobrinho foi contra os 10 milhões de euros gastos com o novo treinador que o Sporting CP foi buscar aos arsenalistas
Redação Leonino
Texto
6 de Março 2020, 13:33

A Holdimo, de Álvaro Sobrinho, esteve contra a contratação milionária de Rúben Amorim. Os 10 milhões pagos ao Sp. Braga não tiveram o aval do quinto administrador da Sporting SAD, Nuno Correia da Silva, que representa o maior acionista individual da sociedade.

Contactado pelo Leonino, Nuno Correia da Silva escusou-se a comentar assuntos internos da sociedade.

A aquisição obrigou à assinatura do Presidente do Conselho de administração da Sporting SAD e dois dos três administradores executivos, dos quais não faz parte o administrador indicado pela Holdimo, que é não executivo. Os 10 milhões gastos em Rúben Amorim foram validados por Frederico Varandas e por Francisco Salgado Zenha, João Sampaio ou Miguel Cal. Pelo menos dois destes três administradores assinaram o contrato de aquisição do novo treinador (LER AQUI).

A Sporting SAD comunicou ontem à CMVM a contratação de Rúben Amorim (LER AQUI).

Fotografia do Sporting CP.

  Comentários