"NESTAS SITUAÇÕES O DINHEIRO FALA SEMPRE MAIS ALTO": IRMÃO DE AURÉLIO PEREIRA APONTA TRÊS POSSÍVEIS SAÍDAS DO SPORTING
Antigo treinador adjunto do Clube de Alvalade crê que existem motivos que podem segurar o trio de craques por mais uma temporada
Redação Leonino
Texto
27 de Março 2024, 15:12
Aurélio Pereira, Sporting

Viktor Gyokeres, Gonçalo Inácio e Ousmane Diomande têm sido muito apontados a uma possível saída do Sporting no próximo mercado de transferências de verão. Carlos Pereira, antigo jogador e treinador adjunto dos leões acredita que “o dinheiro fala sempre mais alto”, mas que Frederico Varandas deve tentar manter os três jogadores.

“Nestas situações, o dinheiro fala sempre mais alto”, garante ao jornal Record, admitindo que há alguns factos que podem “pesar na decisão”: Gonçalo Inácio, além de ter sido formado em Alcochete, veio “muito jovem para o Clube”, enquanto Diomande “adaptou-se muito bem” à realidade dos leões e Gyokeres “está feliz no Sporting“.

Caso os futebolistas saiam, “serão perdas, de certa forma irreparáveis”, garante o irmão de Aurélio Pereira, assegurando, no entanto, que um encaixe na ordem de 200 milhões de euros poderá “amenizar o impacto das saídas, também com jogadores de qualidade”, que possam ser contratados para colmatar a vaga deixada pelo trio.

“Estamos a falar de três jogadores que têm grande preponderância na equipa principal do Sporting, tendo em conta que já têm os automatismos criados e assimilados. (A saída) Acaba por fazer com que o próprio treinador tenha que adaptar-se a outro tipo de jogadores e a outro tipo de jogo”, terminou Carlos Pereira.

Certo é que, de momento, a Direção do Sporting não pretende abrir mão de qualquer um dos jogadores mencionados por valores inferiores aos das cláusulas de rescisão. A de Inácio está fixada nos 65 milhões de euros, enquanto Diomande e Gyokeres estão ‘presos’ ao Sporting por 80 e 100 milhões de euros, respetivamente.

Imagem de destaque
  Comentários