“SOFREMOS TODOS JUNTOS”
Rúben Amorim analisou a situação leonina depois da vitória frente ao Gil Vicente, por 2-1
Redação Leonino
Texto
2 de Julho 2020, 10:06

Depois da vitória da noite passada, frente ao Gil Vicente FC, por 2-1, Rúben Amorim mostrou-se satisfeito com o resultado na conferência de imprensa no final da partida.

Em dia de aniversário, o treinador dos leões deu a vitória a todos os Sportinguistas: “Foi a prenda que podíamos dar aos Sportinguistas, que era a vitória. É um bom momento para o Clube, apesar de ainda estarmos a começar. Também lançámos jovens, o que é importante, e tivemos juvenis e juniores em campo. Isso é bom para o Clube nesta fase, lançar jovens e consolidar a sua posição”.

Além disso, Rúben Amorim lembra o tempo de preparação que lhe alguma deu vantagem para trabalhar com o grupo:

“Tivemos tempo também para nos preparar, ajudou-nos um pouco. O sentido inverso é o nosso trabalho. O grupo tem uma coisa boa, sofremos em quase todos os jogos até ao fim, mas sofremos todos juntos. Vou ficar velho mais rapidamente”, disse o míster leonino, depois da vitória que deixou os leões com mais cinco pontos que o Sp. Braga e a nove do SL Benfica, o segundo classificado. Ainda assim, o timoneiro dos leões não quer pensar na Liga dos Campeões.

“Olho para cima e tenho um clube a nove pontos, olho para baixo tenho um clube a cinco. O nosso foco é tentar melhor em termos de exibições, golos e pontos. Temos um calendário difícil não acho que o 3.º lugar esteja garantido. Isto não é falta de ambição, podia dizer: ‘Sim, quero ir ao 2.º lugar pela história do Sporting’, mas depois dentro de campo não mostrarmos isso. Sou realista”, sublinhou.

Comparando a história do Sporting CP à da vitória do Liverpool, Rúben Amorim sabe que os Sportinguistas têm fome de títulos.

“Eu sei que os adeptos querem títulos, mas agora temos um caso muito claro que é o Liverpool, que demorou anos para conquistar o que tem agora. É difícil para os jovens jogadores pensarem dois jogos à frente, vamos pensando um a um. Se nós ganharmos os nossos jogos temos os nossos objetivos cumpridos. Essa é uma regra do nosso balneário”, esclareceu.

Para terminar, o técnico leonino elogiou o trabalho dos mais novos, numa noite em que Tiago Tomás e Joelson Fernandes tiveram a sua estreia oficial:  “Isto é o trabalho deles, prepararam bem os jogadores. Hoje o Tiago Tomás e o Joelson precisam de tirar do corpo a estreia, sabendo também que temos jogadores experientes que os ajudam nesta fase. É como disse, eles dão tudo e enquanto derem tudo, terão tudo do treinador”, terminou.

Fotografia de Sporting CP.

  Comentários