ESPECIALISTA DEIXA CRÍTICOS DE RÚBEN AMORIM A FALAR SOZINHOS E DÁ RAZÃO AO TÉCNICO DO SPORTING: "JOGADORES PODEM FAZER O QUE QUISEREM"
Decisão do técnico verde e branco tinha gerado alguma contestação, após o empate diante da Atalanta
Redação Leonino
Texto
8 de Março 2024, 14:18
Rúben Amorim, Sporting, Farense

Jorge Silvério, psicólogo especialista na área do desporto, considera que a decisão de Rúben Amorim em dar folga aos jogadores do Sporting após o empate, a uma bola, no encontro da primeira mão dos oitavos de final da Liga Europa, diante da Atalanta, foi positiva.

“É inerente que do ponto de vista físico também é importante. Mas, estas folgas são mais mentais porque, obviamente, aproxima-se a fase das grandes decisões, e o cansaço mental, algo que há tendência para nos esquecermos, começa a aparecer”, começou por dizer Jorge Silvério, em declarações ao jornal ‘A Bola’.

“Os jogadores podem fazer o que quiserem, estar com as famílias, brincar com os filhos, sem terem que pensar em treinos ou em jogos. Este dia de descanso é muito importante atendendo aos objetivos e à forma como a época está a correr em função do desgaste e até na preparação dos jogos importantes que aí vêm”, finalizou o psicólogo.

Lembrar que, no encontro da primeira mão dos oitavos de final da Liga Europa, diante da Atalanta, Rúben Amorim optou por dar algum descanso a Morten Hjulmand e Viktor Gyokeres, que entraram apenas após o intervalo, rendendo Koba Koindredi e Marcus Edwards.

O Sporting volta a entrar em campo no próximo domingo, às 18h00, no reduto do Arouca, em jogo a contar para a 25.ª jornada da Liga Portugal Betclic e que terá arbitragem de Nuno Almeida.

Os leões são líderes do Campeonato Nacional, com 59 pontos em 23 encontros (19 vitórias, dois empates e duas derrotas). O Benfica é segundo, com 58 pontos em 24 partidas e o Porto ocupa o terceiro lugar, com 52 pontos em 24 encontros.

Imagem de destaque
  Comentários