“SABIA QUE RONALDO IA SUPERAR FIGO E ATÉ EUSÉBIO”
Em entrevista à Marca, Laszlo Boloni recordou momento em que lançou Cristiano Ronaldo
Redação Leonino
Texto
26 de Abril 2020, 16:02

Laszlo Boloni, em 2001/02, foi o último treinador a sagrar-se campeão nacional pelo Sporting CP e lançou, entre outros jovens, Cristiano Ronaldo. Em entrevista à Marca, o treinador romeno, agora no Antuérpia, falou sobre o período em que percebeu que o português ia ter um futuro brilhante.

“Fui ver os juniores e pedi para ele vir para a primeira equipa, porque tinha um bom físico, era muito rápido e tinha grande técnica. Quando o vi em ação decidi que não ia voltar aos jovens. Ele era já um homem. No balneário era um brincalhão, mas no campo era algo de excecional. Tinha uma maturidade que não é normal para alguém com 16 ou 17 anos”, referiu Boloni ao jornal espanhol.

O romeno confessou que não ficou surpreendido com a carreira de Ronaldo: “Para mim, não foi uma surpresa. Não sabia que iria ser um dos melhores da história, mas sabia que, sem lesões, seria um jogador muito bom. Naquela época perguntaram-me numa entrevista, e eu disse que ele iria superar o Figo e até o Eusébio. Essas palavras deram-me problemas, pois são Deuses em Portugal e comparar um jovem com Deuses… Ronaldo, no entanto, demonstrou que eu estava certo”.

O treinador romeno falou também sobre a decisão de alterar a posição em que Cristiano Ronaldo atuava nos escalões de formação: “Com os juniores jogava a 9, mas decidi que deveria estar a extremo direito, porque era jovem, leve – pesava uns 60 quilos – e ia ser complicado ele jogar corpo a corpo com centrais de 100 quilos. No corredor, com a velocidade que tinha, ia ser mais eficiente”.

Boloni relatou ainda a aptidão e vontade do então jovem leão em fintar: “Ele só queria fintar, não conseguia jogar sem fazê-lo. O meu trabalho foi dizer-lhe que um drible é importante para passar um defesa é importante, dois também… mas cinco fintas são de mais! Tentei explicar-lhe até onde era útil fazê-lo e ele, com a sua inteligência, encontrou o seu caminho”.

Por fim, o antigo comandante dos leões recordou um gesto de Cristiano Ronaldo para com ele: “Ganhou a sua primeira Bola de Ouro em 2008. Lembro-me que me convidou para a cerimónia e me agradeceu, foi fantástico”.

  Comentários