SUBSTITUTO DE CRISTIANO RONALDO NO MANCHESTER UNITED REVELA QUE O EX SPORTING É O SEU ÍDOLO: “ERA O MELHOR”
Atleta não teve qualquer problema em demonstrar a admiração que tem pelo agora jogador do Al Nassr
Redação Leonino
Texto
7 de Fevereiro 2024, 10:06
Cristiano Ronaldo, Erik Ten Hag, Manchester United, Sporting

Rasmus Højlund revelou que Cristiano Ronaldo é o seu ídolo. Em declarações ao podcast ‘The United Stand’, o jogador que foi escolhido por Erik Ten Hag para substituir o internacional português no Manchester United deixou rasgados elogios ao atleta formado no Sporting.

“Tem de ser Cristiano Ronaldo. Ronney e Tévez também, mas Ronaldo era o melhor. Lembro-me de o apoiar e seguir no Manchester United, depois de vê-lo no período em que estava no Real Madrid e na Juventus e depois de regresso ao clube, também. Ele tem sido sempre o meu ídolo”, começou por dizer Rasmus Højlund.

“Preciso de meter o Peter Schmeichel na baliza, porque ganhou tudo aqui e é uma lenda, mas também porque é uma lenda na Dinamarca: ganhou o Euro, portanto tem de estar ali. Preciso de meter o Rio Ferdinand também, porque ele é muito memorável para mim”, continuou o internacional dinamarquês.

“Adorava meter o Nemanja Vidic, mas só pode haver um defesa. Eu quero meter o Ryan Giggs aí também, Paul Scholes e o Cristiano. Ainda ficas com um meio-campo equilibrado e depois podes deixar o Ronaldo na frente”, finalizou Rasmus Højlund.

O avançado de 21 anos, que não chegou a partilhar balneário com Cristiano Ronaldo, chegou ao Manchester United no início da presente temporada, oriundo da Atalanta, a troco de 75 milhões de euros. Desde então, Rasmus Højlund – avaliado em 65 milhões de euros – marcou 10 golos e fez duas assistências nos 28 encontros que disputou.

Esta temporada, Cristiano Ronaldo – avaliado em 15 milhões de euros – leva 31 encontros: 18 no Campeonato Nacional, seis na UAFA Cup, cinco na Liga dos Campeões Asiática e dois na Kings Cup. Ao todo, nos 2.759 minutos que esteve em campo, o ex-Sporting marcou 30 golos e fez 11 assistências.

  Comentários