JOÃO ROCHA FOI O PALCO PARA MAIS UM ESPETÁCULO
Futsal leonino venceu, esta tarde, a equipa da AD Fundão por 8-2, na terceira jornada da Liga Placard
Maria Pinto Jorge
Texto
11 de Outubro 2020, 19:22
summary_large_image

A equipa de futsal do Sporting CP entrou, na quadra do Pavilhão João Rocha, mais uma vez para vencer. Desta vez, a vítima foi a AD Fundão, a quem os leões de Nuno Dias ganharam por 8-2, em jogo a contar para a 3.ª jornada da Liga Placard.

No cinco inicial, os verdes e brancos apostaram em Guitta (GR), João Matos (C), Pany Varela, Pauleta e Rocha. De recordar que, da parte do Clube de Alvalade, já Pauleta, Erick Mendonça e Gonçalo Portugal jogaram pela equipa fundanense.

A turma leonina entrou forte, com a primeira ameaça a surgir logo por Rocha (1’) e, Taynan, logo de seguida. No entanto, o primeiro sinal real de perigo surgir aos dois minutos, com Rocha a atirar a bola ao porte da baliza da AD Fundão.

Os leões mostravam-se, sem sombra de dúvidas, mais fortes e com mais vontade de marcar. Aos quatro minutos, Pauleta, supera o adversário em velocidade e remate para grande defesa. A equipa de Nuno Dias deu bastante trabalho a Luan, guardião dos forasteiros.

A equipa técnica leonina apostou claramente em jogar no três para um, com Cardinal na frente, conseguindo ataques consecutivos por parte dos verdes e brancos, a encostar os homens do Fundão às cordas.

Foi então que, a partir dos 12 minutos, os golos começam a surgir. O capitão João Matos, finalizou com apenas um toque na bola, após grande trabalho individual de Pauleta. No entanto, Taynan ficou com ciúmes e quis marcar o seu primeiro golo esta temporada na Liga Placard. Merlim assistiu, após cobrança de livre e Taynan apenas teve de finalizar (14’).

Na jogada seguinte, o Samurai dos leões quis bisar. Mamadú bateu o canto e, o número nove dos verdes e brancos, João Matos, encostou para golo, também à passagem pelo minuto 14. Estava feito o 3-0.

Neste momento, Pany Varela mostrava-se o homem mais forte fisicamente da equipa de Nuno Dias, tanto ofensiva como defensivamente. A fazer um grande trabalho na reposição e recuperação de bolas. À passagem pelo minuto 19, foi Cavinato quem fez o gosto ao pé, após assistência de João Matos. Assim, os leões iam para o intervalo a vencer por 4-0.

No regresso dos balneários, a intensidade aumentou por parte das duas equipas. No entanto, algo meio inesperado para os formados de Nuno Dias, a AD Fundão marcou dois golos de rajada, algo que colocou a equipa do Sporting CP menos confortável. Primeiro, aos 23 minutos, Juninho marca o primeiro para os fundanenses e, depois, foi altura de a bola parece desviar em Sévio, jogador emprestado pelos leões, antes de entrar na baliza defendida por Gonçalo Portugal (28’).

O resultado estava em 4-2 e os verdes e brancos não se mostravam minimamente satisfeitos com essa aproximação do adversário. Desta forma, foi Cardinal quem indicou o caminho dos golos nesta segunda parte. À passagem da meia hora de jogo, o número sete leonino, depois de a bola passar por todos os jogadores presentes na quadra, assistido por Erick, fez o primeiro do Clube de Alvalade na segunda parte e o seu bis.

Apenas um minuto depois, Pauleta fez o sexto golo para os leões, marcando pelo segundo jogo consecutivo e colocando o resultado em 6-2. Uma vantagem já perfeitamente confortável para o Sporting CP.

Como já é habitual, a partir dos 36 minutos, a AD Fundão começou a jogar em guarda-redes avançado, com Mário Freitas a personificá-lo. Algo que acabou por não dar certo para a equipa de João Nuno Ribeiro, uma vez que, sucessivamente, os leões marcaram mais dois golos: primeiro, aos 36 minutos, o bis de Cardinal e, de seguida, Erick Mendonça (38′), insere a bola dentro da baliza aberta e fecha o resultado em 8-2.

Depois da terceira vitória consecutiva e segunda goleada para a turma leonina, o Sporting CP jogará, dia 17 de outubro, frente ao SC Braga, pelas 21h00.

Pode ver todas as incidências da partida AQUI.

  Comentários