NAS MÃOS DE RÚBEN AMORIM! FUTEBOLISTA DO SPORTING TARDA EM ADAPTAR-SE E PERMANÊNCIA PODERÁ PASSAR PELO TÉCNICO
Jogador do Clube de Alvalade tem somado escassos minutos pelos verdes e brancos e cenários abrem-se
Redação Leonino
Texto
27 de Março 2024, 08:19
Rúben Amorim, Boavista, Sporting, Barcelona

Koba Koindredi, médio do Sporting, encontra-se em busca de encontrar o seu espaço no Clube de Alvalade. Sob um ciclo infernal de partidas para a Liga Portugal Betclic e Taça de Portugal e sem competições com alguma rotatividade, tais como Taça da Liga e Liga Europa, o futebolista tentará manter-se no plantel verde e branco e começar a pré-temporada 2024/25 na máxima força.

O jogador que foi contratado ao Estoril no mercado de transferências de inverno utilizará os primeiros cartuchos do próximo capítulo dos leões para tentar integrar-se e mostrar-se peça válida para Rúben Amorim, mas a decisão final passará pelo staff dos verdes e brancos em optar por manter o camisola 80 no plantel ou emprestá-lo para somar minutos e crescer.

Sob um meio campo totalmente de luxo, ocupado atualmente por Morten Hjulmand e Hidemasa Morita, com ainda Daniel Bragança e Pedro Gonçalves a ocuparem, de modo alternativo, estas funções, Koba foi adquirido numa perspetiva de ter um médio com características de progressão em posse, algo que não existia na turma de Alvalade desde as saídas de Matheus Nunes e Manuel Ugarte. O francês lutará assim, na época seguinte, por um posto na turma de Rúben Amorim que acredita no seu potencial.

Formado em França entre o modesto Fréjus Saint-Raphael e o Lens, Koba Koindredi mudou-se para Espanha ainda com idade de júnior. Teve possibilidade de fazer 19 jogos e dois golos pela equipa che, mas foi depois cedido ao Oviedo e ao Estoril.

Koba Koindredi – avaliado em 800 mil euros – contabilizou 17 jogos oficiais em 2023/24 pelo emblema da Linha. O atleta chegou a Portugal no verão para ganhar experiência, uma vez que estava sem espaço na Liga espanhola. Rúben Amorim acabou por gostar do que viu e pediu a contratação do jogador, que custou aos cofres leoninos 4,25 milhões de euros, que podem chegar aos seis milhões de euros, mediante o cumprimento de objetivos (1,75 milhões de euros). A esse valor, há a acrescentar 75 mil euros referentes à comissão de manutenção, com o canarinhos a ficarem com “20% de uma mais-valia”.

Imagem de destaque
  Comentários